História da Paróquia

Paróquia Nossa Sonhora do Monte Serrate

Paróquia Nossa Sonhora do Monte Serrate

A NOVA CAPELA ( MATRIZ ATUAL )

O livro de Tombo de Cotia mais antigo encontrado no Arquivo Metropolitano data de 1713. Tentamos folhá-lo buscando tirar dele algumas anotações que possibilitam uma compreensão da história desta paróquia. Logo na primeira página encontra-se o assento da posse do Pe. Matheus de Laya Leão. Eis os termos da posse :

“Matheus de Laya Leão capellão curado pello illustríssimo S.r D. Francisco de São Hieronymo tomei posse desta Capella de Nossa S.ra do Monteserrate, mudade p.a este lugar de parte deserta p. or conveniência dos moradores, e freguezes da dita Capella, q. sempre forão, e net me fez entrega h~u dos protectores mais devoto, ezelloso Estevão Lopes de Camargo toda a fabrica nova de dita Igreja, excepta a antiga, q. alevou o protector antigo Antonio Vieira Tavares p. a Villa de Ytu por Ordem do R. do Visitador Manoel da Costa Cordr.o ( como constava in scriptos ) e só ficou a imagem comsua casa despida ; e como tal me entregou o d.o protector tudo novo de sua custa, e de alg~uas esmolaz dos devotos, q.assi o pedirão com animo desustentarem capellão conseo ordenado pã bem desuas almas por estarem em parte remota, e de toda a dita fabrica faço aqui assento nesta presente L.o p.ªq. conste assi destas causas, q. tenho recebido, como das mais q. a dita Igreja competem, q. aqui se farão assento dellas ; do q. o Illmo. S.er Bispo ordenará o q. for servido. Cotia na mesma capella ut sup. Aos nove de Septembro. Anno de mil sete centos e trêse. – Matheus de Laya Leão.

É importante notar, porém que a data da assinatura não é legivel. Pode ser tanto 1703 como 1713. D. Duarte Leopoldo e Silva em seu Diário da Visita Pastoral prefere a data de 1703 ( p. 135) . Esta afirmação parece  certa particularmente quando se compara a cligrafia da letra “S”, no final da palavra “três”/ “treze”, com a mesma letra de outras palavras tais como, por exemplo, o “s”no final da palavra “centos” . O Pe. Matheus puxava o s”s dando a impressão de ser “se”.

O que podemos afirmar a partir da Ata de Posse de Pe. Matheus de Laya Leão ?

1 -       O Pe. Matheus era o 1º capelão curado da nova igreja.

2-        A primitiva capela não estava bem localizada pois estava construida em lugar deserto e de difícil acesso. Antes de 1713 – 1703, já existia outra capela longe do local onde foi construida a nova igreja.

3-        O protetor da primitiva capela era Antonio Vieira Tavares ( na época da mudança)

4-        Todos os pertences da primitiva capela foram levados a Vila de Itú por Ordem do visitador Manoel da Costa Coreiro.

5-        O protetor da nova igreja era Estevão Lopes de Camargo.

6-        O mesmo protetor assumiu a obrigação de sustentar o capelão da dita igreja dando-lhe um ordenado.

7-        A atual imagem de N.Sra. de Monteserrat que se encontra na Igrja Matriz talvez seja a imagem titular da primitiva capela.

8-        A capela nova foi inaugurada aos 9/9/1713 ou ( 1.703)

9-        Dom Francisco de S. Jierônimo era bispo responsável pela freguesia de Acutia.

E o assento do inventário da primitiva capela :

“Assento que faço nesta Livro eu o Coronel Estevão Lopes de Camargo como protector e fundador desta Capella Curada de nossa S.a do Monteserrate de Acutia da fabrica q. tenho mettido nela Com alg~u ajutorio dealg~us devotos q. adiante seram postos em assento.” ( segu~em-se o inventário dos paramentos e alfais ) – 1º Livro do Tombo de Cotia 1728-1844, p.2).

Salientamos, porém, que no mesmo assento deste inventário, exatamente entre a frase “q.adiante seram postos em assento”e o início da relação das paramentos e alfaias, se lê “Tem esta Ig. A Som.mte a Imagem da S.ra do Monteserrat, o Christo do Altar he alheio” frase esta de caligrafia diferente.   A ela se refere o visitador Pe. João Pontes em 1822.

QUEM ERA PE. MATHEUS DE LAYA LEÃO ?

QUEM ERA ESTEVÃO LOPES DE CAMARGO ?

Pe. Matheus de Laya Leão era o filho mais velho de uma família de doze irmãos. Seu pai se chavama também Mateus de Laya Leão e era casado com Leonor Domingues de Camargo, ambos moradores e naturais de São Paulo embora fregueses da paróquia de Cotia. Dona Leonor era filha de Fernão de Camargo ( o Tigre) . O irmão de Pe. Matheus, o capitão João de Laya Leão, foi supultado debaixo do altar na Igreja nova conforme o seguinte assentamento :

“Aos trinta e um de dezembro faleceu o capitão João de Laya Leão, marido de Joana de Azevedo Sã, filho de Mateus de Laya Leão e L. Domingues de Camargo, moradores e naturais de São Paulo, fregueses desta freguesia, com todos os sacramentos. Foi sepultado nesta Igreja abaixo do altar, e do cruzeiro de N.Senhora da Conceição. Foi testamento em que pediu desoito missas por sua alma e pagou covagem. As quais missas eram ditas o que juro inverteo Parochi. Pe. Salvador Garcia Pontes ; e“Declaro que foi aos trinta e um de dezembro de mil setecentos e trinta e cinco. Dic ut supra. Salvador Garcia Pontes “ ( Assentos dos Defuntos”in:  . O 1º livro de batizados da Paróquia de Cotia : 1723-1749, p. 86 ).

O pai de Pe. Matheus de Laya Leão faleceu em 1698 e ocupava honrosos cargos em seu tempo ( cf. Silva Leme. Op cit. Vol 1 , 1903, p. 316 ) . Como na época havia a briga entre as famílias “Pires “ e  “ Camargo “, o Pe. Matheus, da família Camargo, talvez tenha recebido a provisão de vigário da Igreja quando a sua família estava em vantagem !

O Coronel Estevão Lopes de Camargo era o 1º  de treze irmãos . Seu pai era o Cap. Fernando de Camargo Ortiz e sua mãe era Joana Lopes.  Fernão de Camargo Ortiz servia como capitão sob as ordens do cap.mor Domingos Barbosa Calheiros na expedição contra os bárbaros gentios do sertão da Bahia em 1658.

O Coronel Estevão Lopes de Camargo casou-se com Isabel Paes de Siqueira em 1756 com a qual teve oito filho. Uma das filhas, Maria Paes de Camargo inclusive, casou-se na igreja nova ( Matriz ) com João Lopes da Cunha, natural de Mogi das Cruzes. Diz o assentamento : “Aos vinte e sete de Abril de mil sette centos e trinta e cinco, feitas as denunciações se recebeo Maria Paes de Camargo filha legitima do coronel Estevam Lopes já defuncto e de Izabel Paes moradora e freguezes desta freguezia, com Joam Lopes da Cunha filho legitimo de Andre Lopes Munhos e Maria da Cunha, moradores e freguezes da Conceiçam termo de Sam Paulo. Foram testemunhas o capitam Fernam Lopes e o sargento.mor Julio Felix de ….. e Paula da Costa e Maria Paes cazados e logo hes dey as benções. Do que para constatar diz este termo. Dia e era ut supra. “Salvador Garcia Pontes. – Seguem-se as assinaturas das testemunhas. ( cf. Livro de Casamentos de Cotia : 1728-1749, p. 50 verso ).

O avô do Coronel Estevão Lopes de Camargo era o capitão Fernão de Camargo ( o Tigre), ocupando já em 1653 o cargo de juiz ordinário em S. Paulo. “O Tigre”era casado com Mariana de Prado. Foi com seu irmão José Ortiz o chefe do partido dos Cmargos, que levantou se contra o dos Pires capitaneado por João Pires e seu genro Francisco Nunes de Siqueira ( O Redentor da Pátria)

OS VIGÁRIOS E OS VISITADORES DA NOVA CAPELA

Restrigimo-nos, por enquanto, ao período coberto pelo 1º  livro do Tombo ( 1728-1844) . Desde a fundação de Cotia ( inauguração da Nova Capela ) até a emancipação político administrativa do município, a Paróquia de N.Sra. de Monteserrat teve 22 vigários. Apresentamos os mais notáveis e que coincidentemente recebiam, durante o tempo que serviam como vigários, a visita dos ilustres visitadores :

Vigários Visitadores

  1. Pe. Matheus de Laya Leão    1713
  2. Pe. Salvador Garcia Pontes      1718-1745                                                      D. Frei Antonio Guadalupe – 1728
  3. Pe. Antonio Domingues da Silva  1749-1751
  4. Pe. Antonio Toledo de Lara            1751-1759                                              Pe. Antonio de Medeiros 1749
  5. Pe. Salvador de Camargo Lima   1759-1768                                                 Pe.Luiz Teixeira Leitão – 1761

Pe.Policárpio de Abreu Nogueira-1765

Pe.Antonio José de Abreu-1768

Pe. Firmano Dias Xavier – 1772

D. Manuel da Ressurreição – 1776

7.   Pe. Fernando Lopes de Camargo   1791-1794

8.   Pe. Manuel Dias Bueno  – 1800-1812                                                                      Pe. Antonio Joaquim Abreu Pereira    1806

9.   Pe. José Manoel de Oliveira   1817-1866                                                              Pe. João Pontes 1822

10. Pe. Manoel das Dores Rocha   1866-1892

11. Pe. Domingos Scaccia  1902-1905

12. Pe. Emílio Vigorita  1906- 1909

13. Pe. Aurélio Fraissat   1909-1911

14. Pe. Luis Bossi (Jesuita)                                                                                                 Missões de 18/04  à  30/06/1909

15. Pe. Alfredo Julio Soares Pereira Coutinho Almas  1912-1914

16. Pe. Virgílio Baguzzo     1914-1915                                                                             Celebra batizados em Caucaia

17. Pe. Artur Leite de Souza    1917

18. Pe. José Ferreira de Seixas   01/12/1918 à 25/06/1933

19. Pe. Angelo Gioielli                   21/08/1933                                                              Funda a Congregação Mariana e Cruzada   Eucarística.

20. Pe. Joaquim Medeiros   1940 – 1942

NOTA O Pe. José Manuel de Oliveira ( 1817-1866) hospedou o imperador D. Pedro II por algumas horas, quando passou por Cotia para ir a São Roque. Era 16 de Março e chovia.  Aos 7 de Abril de 1.846 este vigário foi condecorado pelo imperador com o título  “Cavaleiro da Ordem de Cristo”

CURIOSIDADES

-A 1ª reforma desta Igreja deu-se em 1910. O contrato é de 25/02/1910

Construtor : Antonio Paoni

Pedreiro : Marcolino Pinto de Queiroz

Valor : 650 mil réis

Pe. Aurélio Fraissat

-A 2ª reforma , o contrato é de 16/06/1911

Construtor : Antonio Paoni

Valor : 1.520.000 ( 1 conto e quinhentos e vinte mil réis)

Pe. Aurélio Fraissat

-Cada padre que passou por esta igreja fez mudanças na construção.  A última grande reforma se deu em 1979.  O responsável, José Torrezani e o construtor Domingos Sochiarelli, junto com o Sr. João.

- Pe. José Ferreira de Seixas ( Português, veio para o Brasil e se tornou Cônego. Realizou batizados em mais de 40 capelas que pertenciam a Cotia. Introduziu a reza do terço a noite na Igreja e celebrou a 1ª Semana Santa em Caucaia. Morreu no Hospital em S. Paulo e está enterrado em Cotia. -  Em 26/10/1927 como Padre desta Paróquia comemorou 25 anos de sacerdócio ( Bodas de Prata) .

- Pe. Joaquim Medeiros em 10/04/1941 fez na Matriz de Cotia, a primeira Hora Santa, somente pelos homens da paróquia , Todas as autoridades masculinas estiveram presentes.

- Pe. Salvador Garcia Pontes instituiu a Irmandade de N. Sra. Conceição.

- Pe. Antonio de Toledo Lara instituiu a Irmandade do Santíssimo

- Pe. Salvador de Camargo Lima era cotiano

- Pe. Manuel da Cruz Lima começou a registrar o batismo de escravos, sendo que a primeira criança chamava-se  “Lázaro”

- Pe. Fernando Lopes de Camargo era também cotiano.  Foi batizado nesta Igreja em 25/06/1756.  Foi padrinho quando era diácono do futuro regente do império, Diogo Antonio Feijó.  Em 1791 se deu em Cotia uma epidemia de varíola e Pe. Fernando benzeu um cemitério perto de Cotia, defronte a cruz das almas no caminho que vai para Sorocaba, perto de um pinheiro para serem sepultados os corpos que faleceram dessa doença”.  Declarou e assinou este termo em 18/10/1791.

- Pe. Manuel Dias Bueno começou a casar escravos

- Pe. José Manuel de Oliveira brigou com o Pe. Da então Ibiúna, Raimundo Marcolino da Cruz.  Foi necessário fazer a divisa entre as duas vilas.

- Pe. Manoel das Dores Rocha era cotiano.  No dia 08/09/1884 na festa da padroeira , ele consagrou a paróquia ao Sagrado Coração de Jesus. Está sepultado no Cemitério de Cotia.

- Pe. Domingos Scaccia era muito zeloso, relacionou tudo o que pertencia a igreja. Foi o que mais fez apontamentos.

- Pe. Emílio Vigorita briga com os paroquianos e deixa Cotia.

 

Nossa Diocese

Diocese de Osasco      

A Diocese de Osasco é uma divisão territorial brasileira da Igreja Católica. Sua sede é o município de Osasco, no estado de São Paulo. É sufragânea da Arquidiocese de Osasco, a partir da qual foi criada em 15 março de 1989 e instalada em 1º de maio de 1989.  Seu bispo é DOM ERCÍLIO TURCO. A diocese conta ainda com um bispo emérito, DOM FRANCISCO MANUEL VIEIRA. O lema da diocese é “Anunciar o evangelho de Deus”.  Sendo a Catedral Diocesana dedicada a Santo Antônio de Padua padroeiro da diocese situada na Avenida Santo Antônio, 1090 – Jardim Bela Vista – Osasco; o Seminário Diocesano Maior São José situado na vila São José – Osasco; E ainda o Propedêutico Santo Antônio situado na catedral Santo Antônio – Bela vista – Osasco.     

Bispos

# Nome Período  
Dom Ercílo Turco 24 de abril de 2002-  
Dom Francisco Manuel 15 de março de 1989- 24 de abril de 2002(aposentado)  

BISPO DIOCESANO – Dom Ercílio Turco   

VIGÁRIO GERAL - Monsenhor Claudemir José dos Santos   

 CHANCELER DO BISPADO – Pe. Odair José Rodrigues    

ECÔNOMO DIOCESANO – Pe. Daniel Balzan    

COORD. DIOCESANO DE PASTORAL – Pe.Edileis Silva de Araujo    

SECRETÁRIO DIOCESANO DE PASTORAL – Pe. Riomar A. da Silva    

DEPARTAMENTO JURIDICO – Pe. Osmar Alves de Souza

TRIBUNAL ECLESIÁSTICO –
Pe. Mauro Sergio Maciel Rodrigues     

SECRETÁRIA DA CÚRIA - Sara Trindade     

RECEPÇÃO – Aparecida Rodrigues     

COORDENAÇÃO DIOCESANA DE PASTORAL
Dom Ercílio Turco – Bispo Diocesano
Monsenhor Claudemir José dos Santos – Vigário Geral
Pe.Edileis Silva de Araujo – Coordenador Diocesano de Pastoral
Pe. Riomar Aristide da Silva – Secretário Diocesano de Pastoral
Padres Coordenadores das Regiões e dos Setores Pastorais      

COORDENADORES DAS REGIÕES PASTORAIS
Pe. José Ailton Pardinho - Região Pastoral Santo Antônio
Pe. Luiz Omar Batista dos Reis - Região Pastoral Bonfim
Pe. José Maria Falco  - Região Pastoral Carapicuíba
Pe. Mauro Ferreira – Região Pastoral Barueri
Pe. Odair José Rodrigues  - Região Pastoral Cotia
Pe. Paulo Mercieca  - Região Pastoral São Roque      

PADRES COORDENADORES DOS SETORES DE PASTORAIS
Pe. Marcio Messias - Setor Pastorais Sociais
Pe. Gilmar R. de Santana – Setor Pastorais e Ação Missionária
Pe. Marcos de O. Galdino – Setor Movimentos e Associações      

SECRETARIADO DIOCESANO DE PASTORAL
Pe. Edileis Silva de Araujo, Pe. Mauro Ferreira,
Pe. Riomar Aristide da Silva, Dalva Maria de A.Cardoso      

COLEGIO DOS CONSULTORES
D. Ercílio Turco – Bispo Diocesano
Mons. Claudemir José dos Santos – Vigário Geral
Pe. Daniel Balzan – Ecônomo Diocesano
Pe. Benedito Aparecido Cesário, Pe. Edileis Silva de Araújo,
Pe. José Maria Falco, Pe. Pio Milpacher, CJS.    

 CONSELHO DE PRESBITEROS
     

CONSELHEIROS NATOS
D. Ercílio Turco – Bispo Diocesano
Mons. Claudemir José dos Santos – Vigário Geral
Pe. Daniel Balzan – Ecônomo
Pe. Rogério Lemos – Reitor do Seminário São José – Teologia
Pe. José Cassio Marinho  - Reitor do Seminário São José- Filosofia
Pe. Alexandre Pessoa Garcia – Representante no CRP do Sul 1
Pe. Riomar Aristide da Silva – Representante dos Coord. de Past.     

CONSELHEIROS ELEITOS PELAS REGIÕES PASTORAIS
Pe. Sebastião dos Reis Miranda  - Região Pastoral Santo Antônio
Pe. Pio Milpacher, CJS  - Região Pastoral Bonfim
Pe. Bozano Gonçalves Lima – Região Pastoral Carapicuíba
Pe. Marcos Martiniano da Silva – Região Pastoral Barueri
Pe. Fernando de Moraes Ribeiro – Região Pastoral Cotia
Pe. Antônio Machado Ferreira – Região Pastoral São Roque
Pe. Dorival Ferreira Leite, CRL – Representante dos Religiosos     

CONSELHO DE ORDENS E MINISTÉRIOS
Dom Ercílio Turco – Bispo Diocesano
Mons. Claudemir José dos Santos  - Vigário Geral
Pe. Rogério Lemos – Reitor do Seminário São José – Teologia
Pe. José Cassio Marinho - Reitor do Seminário São José – Filosofia
Pe. Romildo Isidro Lopes Filho – Reitor do Propedêutico
Pe. Edileis Silva de Araújo
Pe. José Maria Falco, Pe. Marcos Antonio Funchal    

REGIÕES PASTORAIS      

    

Regiões Pastorais

      

Padres Diocesanos  

Pe. Anderson Moacir Ramos 

Pe. Alan R. Nascimento
Pe. Alexander Souza de Carvalho
Pe. Alexandre Augusto Siles
Pe. Alexandre Douglas Crispim 

Pe. Alexandre de Oliveira
Pe. Antônio Carlos Souza
Pe. Aurélio Vieira de Moraes
Pe. Adilson Dias Rampaso
Pe. Arnaldo Balbino dos Santos
Pe. Adinael Carlos Miguel
Pe. Antônio Machado Ferreira
Pe. Antônio Carlos Ribeiro
Pe. Atílio de Souza
Pe. Antônio Alves Afonso
Pe. Alexandre Pessoa Garcia
Pe. Benedito Aparecido Cesário
Pe. Bozano Gonçalves Lima
Pe. Bernard Leo Dolan
Mons. Claudemir J. dos Santos
Pe. Carlos Manuel
Pe. Cláudio Gabriel dos Santos
Pe. Conrado Matino, (Mariápolis)
Pe. Daniel Balzan
Pe. Douglas Dias de Melo
Pe. Edileis Silva de Araújo
Pe. Edílson Pinto dos Santos
Pe. Eduardo Aparec. dos Santos
Pe. Everaldo Felix da Silva
Pe. Eduardo G. Silva
Pe. Fernando de Moraes Ribeiro 

Pe. Flávio Silva dos Anjos
Pe. Flávio Soares Lopes
Pe. Fábio Rosário Santos
Pe. Francisco de Assis Moraes
Pe. Francisco Pereira da Silva
Pe. Fabio Augusto Trigo
Pe. Gilmar Raimundo de Santana
Pe. Geraldo Augusto de Oliveira
Pe. Gilvan Leite de Araújo
Pe. Geraldo Mc Cluskey 

Pe. Hélio Pedro de Souza
Pe. Henrique Souza da Silva 

Pe. Jorge Augusto M. A.    
Pe. José Cássio Marinho
Pe. José Aparecido Pereira
Pe. José Ailton Ribeiro Pardinho
Pe. José Dieudonné Portelli
Pe. José Maria Falco
Pe. João Carlos Pacchin
Pe. Luiz Antonio Sochiarelli
Pe. Luiz Gonzaga Mello Camargo
Pe. Luiz Omar Batista dos Reis
Pe. Luiz Gonzaga de Santana    

Pe. Marcos de Oliveira Galdino
Pe. Marcio Messias Cardozo
Pe. Marcos Martiniano da Silva
Pe. Mauro Sérgio M. Rodrigues
Pe. Mauro Ferreira
Pe. Marcelo Pereira da Silva
Pe. Marcos Antonio Funchal
Pe. Max André de Souza
Pe. Nilso Aparecido Mota
Pe. Othoniel B. Duprat
Pe. Osmar Alves Souza
Pe. Odair José Rodrigues
Pe. Paulo Ferreira Pimentel
Pe. Paulo Mercieca
Pe. Riomar Aristide da Silva
Pe. Reinaldo Aparecido Bento
Pe. Raimundo Nonato Alves
Pe. Reginaldo M. Hilário
Pe. Romildo I. Lopes Filho
Pe. Raimundo Oto de Miranda
Pe. Rodrigo Silva Pereira
Pe. Rogério Lemos
Pe. Ricardo A. Pinto,(Mariápolis)
Pe. Sebastião Correia
Pe. Sebastião dos Reis Miranda
Pe. Thomas Joseph Scott
Pe. Ubirajara Vieira de Melo
Pe. Valmirar Santos Almeida
Pe. Valdivino A. Gonçalves
Pe. Vagner J. Pacheco de Moraes
Pe. Xavier Cutajar
Mons. Wilhem Paulo Link 

Padres Diocesanos em missão
Pe. André Heyligers
Pe. Andrew Joseph Zammit 

Padres Diocesanos estudando Fora
Pe. Carlos Eduardo de S. Roque
Pe. José Eduardo de O. e Silva
      

Padres Religiosos
Pe. Arlindo Vieira, cp
Pe. Agostinho Dinani, crl
Pe. Alexandre Ferreira, crl
Pe. Angelo Fornani, cjs
Pe. Almarinho V. Lazzari, fdp
Pe. Antônio Aparec. da Silva,fdp
Ir. Amilton Roldão de Araujo,mi
Pe. Arno Brustolin, ssp
Pe. Dorival Ferreira Leite, crl
Pe. Danielle Busetti, csf
Pe. Evaldino Borges Dias, fdp
Ir. Francisco da S. P., ssp
Frei Gumercindo R. G. F., ocd
Pe. Pe.Romano,ssp
Pe. Jucelino Gomes da S., csf
Pe. João Batista de Freitas, fdp
Frei Jorge Jacinto Correa, ocd
Pe. José Dias Gulart, ssp
Pe. José Carlos Camelo, crl
Pe. J. Carlos Frutuoso,ssp
Pe. Ligório Limberger, mi
Ir. Luiz Pedro Berno, mi
Pe. Lorenzo costa, SSP
Pe. Mário Neopan,ssp
Pe. Miguel Vido, ssp
Pe. Mauro Aparec. Sávio, cp
Pe. Mário Pistor, crl
Pe. Mário Scopel, crl
Pe. Nelson da Silva Santos, cr
Pe. Pio Milpacher, cjs
Pe. Pedro Celso Tramontin, mi
Frei Pedro de Assis Vieira, ocd
Pe. Roberto Fornari, csd
Pe. Roberto Maver, csf
Pe. Raimundo A. da Silva, crl
Frei Raul de Lima Sertâ, ocd
Pe. Renato Benassi, cr
Pe. Sérgio A. Bernardi, crl
Pe. Vitório Saraceno, ssp
Pe. Virgílio Ciaccio, SSP
Pe. Wagner Z. Rufino, csf 

Diáconos 

Ely Rosa  

Everton Leandro 

Propedêutico Santo Antônio 

(primeira etapa na formação presbiteral, são candidatos ao seminário maior) 
Propedêutas 

Carlos 

Diego Henrique 

Diego Medeiros 

Felipe 

Gabriel 

Gilberto
Jadson
José Cosme 

José Rodrigo 

Leandro 

Marcos
Robson 

Rodrigo Lima 

Tiago Jordão 

Thiago Santos 

Thiago Wesley
Wesley de Jesus
Willian Rafael

Seminário Diocesano Maior São José 

  

Seminaristas  da Filosofia                                                                                                        

(segunda etapa na formação presbiteral, dividida em três anos conforme a faculdade de filosofia) 

1º ano 

Eduardo 

Fernando 

Franklin  

Jocélio 

Keuven  

Leonardo 

Rafael 

Ricardo Andrade
Ricardo de Jesus
Rodrigo Sousa 

Rogério Nascimento
William Lima 

2º ano
André 

Cleiton 

Denis Mendes 

Everton
Jefferson
Luis Roberto
Ricardo Rodrigues
Roberto
Rogério Martiniano 
3º ano
Denis Alves
Luis Rogério
Marcelo
Rodolfo

  

  

Seminaristas  da  Teologia                                                                                                       

(Terceira etapa da formação presbiteral, dividida em quatro anos, recebe-se no quarto ano da faculdade de Teologia a ordenação diaconal) 

                   

1º ano 

Paulo 

 Pedro  

2° ano  

Alexandre  

Daniel Vitor 

Diego 

Marcio
3º ano
Daniel Bispo  

Douglas

Paróquia Nossa Senhora do Monte Serrate