coroinhas | Paroquia Nossa Senhora do Monte Serrate

Pastoral dos Coroinhas


Coroinha
ou Acólito é estar a serviço do altar e do próximo. Servir ao altar não é apenas ajudar o padre, transportar os objetos litúrgicos ou executar as funções que lhe são próprias. Servir ao altar é muito mais: é participar do Mistério Pascal de Cristo, ou seja, da Paixão-Morte-Ressureição de Cristo. Servir ao altar é estar aos pés da cruz, é contemplar o Cristo ressuscitado com os olhos da fé e viver alegremente o Evangelho. As funções do coroinha além de ajudar o padre no altar, também é o de carregar as velas ou tochas nas procissões; sendo que a mesma também  pode ser feita pelos acólitos.

 A função dos acólitos é:

 Librífero – encarregado de conduzir e apresentar os Livros Sagrados (Bíblia, Missal, Lecionário) usados durante as cerimônias litúrgicas. O librífero apresenta os livros segurando com as duas mãos

Turiferário – encarregado de manusear o turíbulo durante as missas festivas ou solenes ou celebrações que exigem o uso do objeto. O turíbulo vai à direita da naveta, formando o cortejo de entrada.

Naveteiro – encarregado de conduzir a naveta na procissão, usada para guardar o incenso que será usado no turíbulo.

Cruciferário – é o que carrega a cruz processional durante as procissões.

Ceroferário ou ceriferário – aquele que carrega a vela durante as celebrações. Geralmente numa procissão, entra atrás do turíbulo e da naveta.

Baculífero – aquele que leva o báculo do bispo e fica atrás do bispo nas procissões.

Mitrífero – aquele que leva a mitra na celebração. Deve-se usar um paramento chamado Vimpa, para segurar as insígnias pontíficas.

Cerimoniário é o responsável pela organização das celebrações litúrgicas. Para tal pode haver uma equipe onde um deles será o cerimoniário-mor e os demais cuidam de partes específicas da celebração. As funções são: organizar as procissões, celebrações, missas e a direção dos ofícios litúrgicos. Durante a procissão de entrada, conduz a procissão ficando em frente a todos.

Para se tornar um coroinha ou acólito basta procurar a secretaria ou algum dos Coordenadores desta pastoral e demonstrar interesse. É também necessário passar por um período de formação. 

Fechar Menu